C%C3%B3pia%20de%20images_edited

C%C3%B3pia%20de%20images_edited

C%C3%B3pia%20de%20images_edited

C%C3%B3pia%20de%20images_edited

C%C3%B3pia%20de%20images_edited

C%C3%B3pia%20de%20images_edited

C%C3%B3pia%20de%20images_edited

C%C3%B3pia%20de%20images_edited

C%C3%B3pia%20de%20images_edited

C%C3%B3pia%20de%20images_edited

C%C3%B3pia%20de%20images_edited

C%C3%B3pia%20de%20images_edited

C%C3%B3pia%20de%20images_edited

C%C3%B3pia%20de%20images_edited

C%C3%B3pia%20de%20images_edited

C%C3%B3pia%20de%20images_edited

C%C3%B3pia%20de%20images_edited

C%C3%B3pia%20de%20images_edited

C%C3%B3pia%20de%20images_edited

C%C3%B3pia%20de%20images_edited

O grupo Escritos sobre os novos mundos surgiu como um dos resultados de um grupo de pesquisa anterior, instalado no Centro de Documentação e Apoio à Pesquisa Histórica (CEDAPH), laboratório vinculado ao Departamento e à Pós-graduação de História da UNESP (Franca). Inicialmente voltado para a constituição de bancos de dados digitais de documentos serializáveis que interessam à história das construções culturais em língua portuguesa, o grupo sentiu necessidade de verticalizar as discussões relativas ao arcabouço teórico que utilizava para interrogar as séries documentais que vinha criando. Para tal, estabeleceu um amplo programa de estudos acerca de duas das principais linhagens teóricas que orientavam as pesquisas dos membros – o pós-estruturalismo de Michel Foucault e Paul Veyne e o pragmatismo de Richard Rorty – e ampliou a sua composição, incorporando pesquisadores que deparavam com problemas semelhantes. O resultado é a proposta que o leitor encontrará no tópico a seguir e no item "Núcleos" deste portal, onde procuramos, por um lado, definir as linhas gerais de um amplo plano de estudos que pretende estabelecer os procedimentos de abordagem de uma história, não fundada e não representacionista, da construção de padrões morais, uma história dos modos de produção da verdade em língua portuguesa; por outro lado, e complementarmente, explicitar os desdobramentos que pretendemos implementar nos novos bancos de dados que estão em construção.