Anônimo

Visão de Tundalo

Image-empty-state.png

1895

Referência completa

VISÃO de Tundalo. In: PEREIRA, F. M. Esteves, Visão de Tundalo, Revista Lusitana, vol. 3, p. 101-120, 1895. Porto: Livraria Portuense, 1895.

A Visão de Tundalo ou O cavaleiro Tungullo é um escrito no qual é narrada a viagem de um cavaleiro pelo inferno e pelo paraíso durante uma experiência de morte. Após três dias nesse estado o cavaleiro retorna ao mudo dos vivos decido a mudar seu comportamento devido as visões que presenciou durante suas andanças pelo Além-túmulo. A obra foi traduzida para o Português por monges do mosteiro de Alcobaça, havendo em Portugal duas versões do manuscrito (códices 244 e 266). A Visão de Tundalo foi editada pela primeira vez no ano de 1895 na Revista Lusitana, em seu terceiro volume. A versão aqui apresentada foi publicada entre 1903 e 1905 no oitavo volume da mesma revista.