Anônimo

Lenda dos santos Barlaão e Jasafate

Image-empty-state.png

1898

Referência completa

TEXTO crítico da Lenda dos santos Barlaão e Josafate. Tirado do Códice do Mosteiro de Alcobaça existe com o n.º 266 na Torre do Tombo em Lisboa e dado a lume por G. de Vasconcellos-Abreu. Lisboa: Typographia da Academia Real das Sciencias, 1898.

A narrativa hagiográfica, Lenda dos santos Barlaão e Jasafate, conta a história do príncipe Josafate, filho do rei Avenir, que se liberta das proteções excessivas de seu pai e parte para conhecer o mundo. Em sua jornada o príncipe Josafate encontra o monge eremita Barlaão, que lhe apresenta a doutrina cristã, ajudando-o a se converter. O texto latino, escrito no século XI, é uma adaptação cristã de uma conhecida biografia de Buda, a Lálita Vistara. A partir desse manuscrito latino, a lenda se difundiu por todo ocidente cristão através de versões latinas ou traduzidas. Em Portugal não foi diferente, conhece-se uma versão em latim do século XIII e uma traduzida datada do século XIV, embora alguns críticos apontem que esta versão pertença ao século XV.