ROSÁRIO, Antônio do. ?-1704.

Sobre o autor

O frei Antônio do Rosário nasceu na cidade de Lisboa, em data desconhecida, e morreu na Bahia, em 1704. Em 1686, deixou o hábito dos Agostinhos Descalços e vestiu o hábito dos Frades Menores da Província Capucha de Santo Antônio do Brasil, abraçando o ministério de Missionário Apostólico e embrenhando-se pelos sertões do Brasil.

Obra(s)

Frutas do Brasil numa nova, e ascetica Monarchia, consagrada á santissima Senhora do Rosario, author o seu indigno escravo fr. Antonio do Rosario o menor dos Menores da Serafica familia de S. Antonio do Brasil, & Missionario no dito Estado; mandando-á imprimir o Commissario Geral da Cavallaria de Pernambuco Simam Ribeyro Riba. Lisboa: Officiano Pedrozo Galram, 1702.

* Não há muitas menções ao negro e ao escravo. Porém, na segunda parábola do livro (Parábola II, pp. 73-106), compara-se o Juízo Final com os engenhos do Brasil.

Menções ao negro e ao escravo

Debaixo da casa das caldeiras estão as fornalhas que com os negros metedores de fogo parecem vivas pinturas do inferno: a mais da lenha, que se mete nas fornalhas, é da mata da preguiça: quem o diz? O divino missionário S. João Batista, Fuit homo missus à Deo: e que diz sobre as lenhas do engenho? (Parábola II, pp. 95-96).

Páginas

95 e 96